Mundo Sindical Correios

Mundo Sindical Correios

Correios quer Cobrar Mensalidade do Postal Saúde para Novos Contratados.



Postado em 25/08/16 no Perfil do Facebook do Hálisson Tenório 

Pessoal,
Hoje (25.08) o debate está sendo sobre a Saúde do(a) Trabalhador(a) tendo como início o debate sobre o nosso Plano de Saúde (CorreiosSaúde) administrado pela Postal Saúde.

Ficou evidente a intenção de querer comparar o nosso plano com a Cassi (Bancários) e GEAP (Servidores Públicos) que contribuem com mensalidades entre 3% a 19%.
O Comando de Negociação deixou evidente que o CorreiosSaúde é uma compensação pelos baixos salários praticados na ECT, por isso que no nosso caso, quando utilizado o plano, a ECT arca com 93% e os trabalhadores com 7% em média.
Comando de Negociação deixou evidente que não aceitará mensalidade, uma vez que o piso salarial é de R$ 1.234,00 e quando aplicado os descontos a renda cai para R$ 800,00 ou R$ 900,00 em média, não tem como se falar em mensalidade uma vez que o menor salário praticado entre os funcionários de Empresas Estatais e Servidores Públicos Federais são os dos Correios.

A ECT deixou evidente que o CorreiosSaúde não voltará à ser autogestão novamente.
A Postal Saúde afirmou que ninguém poderá ingressar mais no plano a não ser cônjuge ou filhos. Foram enfáticos em afirmarem que os funcionários que estão entrando nos Correios por liminar não estão conseguindo utilizar o plano e nem quem está no mesmo poderá credenciar os seus genitores (pai e mãe) mesmo que esses atendam os critérios dos manuais da ECT quanto a idade mínima e renda.
Colocaram que vão apresentar um novo plano para os futuros funcionários e que tudo isso está ocorrendo por exigência da Agência Nacional de Saúde (ANS).
Colocaram que no primeiro semestre do ano passado foi gasto 650 milhões para manutenção do plano e que no primeiro semestre de 2016 esse valor subiu para 835 milhões.
A folha mensal com despesas com pessoal e administrativa é de 14,1 milhões "em média".
São 415.704 vidas atendidas pelo plano e contam com uma rede credenciada de 27.189 postos de atendimento em todo país.
O Conselheiro eleito para o Postal Saúde, Anézio, foi enfático em denunciar contratos de 5 anos com multas altíssimas que não tem como o plano retornar para ECT, pois as multas são extremamente abusivas.
A ECT culpa, como um dos motivos para o elevado custo do plano é que os participantes estão "envelhecendo".
A Postal Saúde está sobre investigação da Polícia Federal e tudo indica que houve inúmeras fraudes e no futuro próximo outro escândalo de desvio de recursos públicos virá a tona.
Estamos debatendo nesse momento as demais questões relacionadas a Saúde do (a) Trabalhador (a).

Resumo realizado por Suzy Cristiny - Diretora de Imprensa da FENTECT👇🏼

"A Postal Saúde terminou agora a pouco sua participação na reunião de hoje e não convenceu. Não foi apresentada nenhuma proposta por parte da ECT para a assistência médica. Somente tentativa de convencer que nós gastamos muito. Fica o ponto pendente."

VAMOS QUE VAMOS ... Continua a reunião ...

Hálisson Tenório
Diretor da FENTECT/SINTECT-PE
Membro do CNNM por Pernambuco
Membro da Unidos Pra Lutar setor Correios


Apresentação dos Correios do Postal Saúde



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.